O Nova Post tem como objetivo trazer um jornalismo de qualidade a partir das coberturas e análises nas áreas de tecnologia cotidiana (smartphones, televisores, etc.), games (jogos para computador, videogames, mobile e e-sports, englobando também o universo feminino) e internet das coisas.
d

The Point Newsletter

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error.

Follow Point

Begin typing your search above and press return to search. Press Esc to cancel.

iPhone XR: Tudo o que você precisa saber antes de comprar

Qualidade da tela, como colocar o chip, eSim, Memoji, Modo Retrato, processador e outras informações sobre o iPhone XR.

O iPhone XR já está à venda na Apple Brasil, nas principais varejistas e operadoras do país. Com preço a partir de R$ 5.299 no modelo de 64GB, o XR promete ser bastante popular, uma vez que ele traz a maior parte das tecnologias e avanços do iPhone Xs e é um salto de performance em comparação ao iPhone 8 ou modelos anteriores.

Este “resumão” pretende trazer informações técnicas e do uso diário do iPhone XR para que você sane suas dúvidas sobre o aparelho e se, de fato, vale a pena comprá-lo. Para saber as diferenças entre o XR, Xs e Xs Max, toque aqui.

Veja a galeria de fotos do iPhone XR brasileiro aqui.

Qualidade da tela, acabamento, cores, Face ID, Memoji, chip, eSim

O iPhone XR tem uma tela Liquid Retina HD. É um display LCD de 6,1 polegadas com resolução de 1792 x 828 p a 326 pontos por pixel. Isso significa que o smartphone não entrega uma qualidade Full HD, no entanto, no uso diário, não há como dizer que a tela falha ou que a imagem não é tão bonita quanto deveria. Em testes feito por um youtuber, por exemplo, ele compara um smartphone com resolução Full HD ao iPhone XR, o que deveria ser uma lavada para o outro celular, mostra-se o contrário. Segundo a Apple, a tela LCD do XR tem “a melhor precisão de cor de toda a indústria”. Com o True Tone, ele apresenta uma “experiência visual mais natural”. Infelizmente, por essa nova tela Liquid Retina, o celular não conta com o 3D Touch, disponível desde o iPhone 6s.

O acabamento do iPhone XR é todo em vidro com as bordas em alumínio, que combina com a cor do aparelho. Inclusive, são seis cores disponíveis: Azul, Preto, Branco, Amarelo, Coral e PRODUCT(RED), essa última dáparte do valor do iPhone para o Fundo Global de Combate ao HIV/AIDS. A traseira do XR tem a câmera principal, o logo da Apple e um “iPhone” escrito. As laterais contam com o botão de força, volume e silenciar. A parte de baixo tem uma entrada Lightning para carregamento e a saída de áudio.

Pela primeira vez, o iPhone tem a tecnologia dual-sim. Primeiro, para encaixar o chip no canto inferior direito, você precisa colocá-lo de “cabeça para baixo”, portanto, a melhor maneira de inserir o SIM é deixando o iPhone com a tela virada para baixo.

Para usar o eSim, é preciso ir em “Ajustes”, “Celular”, “Adicionar Plano Celular”. Em seguida, você usa o Leitor de Código QR ou insere os detalhes manualmente. Atualmente, nenhuma operadora brasileira traz esse serviço, apesar da Claro permitir o eSim no Apple Watch.

Uma parte importante de ser notada no iPhone XR é o seu notch, o pequeno recorte na parte superior da tela, onde está o sistema True Depth, que traz o reconhecimento facial pelo Face ID. Essa tecnologia permite desbloquear o iPhone com uma olhada e graças ao iOS 12, é possível adicionar um segundo rosto para quando o usuário estiver com uma maquiagem muito diferente ou alguma alteração no rosto por uniforme ou óculos, desbloquear o iPhone tão facilmente quanto.

O processador A12 Bionic, que será comentado logo abaixo, ajuda num  desbloqueio mais rápido que o do iPhone X, o que também permite que os Animojis e Memojis sejam mais expressivos do que antes.

Processador, chip A12 Bionic, novo sistema neural e armazenamento interno

Apesar de colorido, o iPhone XR não repete a fórmula do iPhone 5c, um celular de plástico com processador inferior (na época, ele chegou junto com o 5s, mas com o chip do iPhone 5). O XR, pelo contrário, conta com o mesmo chip A12 Bionic dos iPhones Xs e Xs Max, o mais inteligente e poderoso em um smartphone. Adjetivos a parte, com uma arquitetura de 7 nm, seis núcleos e uma GPU de quatro núcleos 50% mais rápida que a geração anterior, o aparelho traz uma nova experiência para jogos, fotos, edição de vídeos e aplicativos com gráficos mais complexos, sem comprometer a duração de bateria.

Com a nova geração do Sistema Neural, o aprendizado de máquina é ainda melhor, desde fotos até realidade aumentada. Graças aos novos oito núcleos, o iPhone executa até 5 trilhões de operações por segundo. Em comparação, o iPhone X realizava 600 bilhões.

Ou seja, não só o iPhone XR é um grande salto dos iPhones mais antigos, mas também um bom pulo em relação ao recém-lançado iPhone X. No uso diário, os aplicativos abrem alguns segundos mais rápido e há uma experiência extremamente fluida em jogos como Fortnite e Pokémon GO. Até mesmo mais do que com os 6GB de RAM do Galaxy Note9, o dobro deste iPhone.

O XR vem nas opções de armazenamento interno de 64GB, 128GB e 256GB. Sendo o modelo de entrada o suficiente para a maioria das pessoas e o intermediário mais do que confortável para 99% dos usuários.

Câmera única, poder duplo e bateria de ponta

O iPhone XR conta com apenas uma câmera de 12MP e abertura f/1.8, mas isso não significa que você vai ficar fora do Modo Retrato, Iluminação de Estúdio ou ajuste do desfoque. Como dito acima, o processador A12 Bionic é potente o suficiente para, junto do hardware, reconhecer e desfocar o fundo de fotos que apareçam pessoas (e só pessoas). A qualidade da câmera, de maneira geral, também é melhor que a geração anterior. Com pixels maiores e mais profundos, eles garantem mais fidelidade às imagens e melhores resultados para fotos e vídeos em ambientes com pouca luz.

Com melhorias no Sistema Neutral, o novo HDR Inteligente traz mais nitidez e revela mais detalhes nas sombras das fotos do que antes. A Apple, inclusive, incentiva o usuário a tirar fotos contra-luz para que o usuário descubra as novas possibilidades que essa câmera traz.

A câmera frontal é a mesma do iPhone Xs, com 7MP, e faz o desfoque com o sistema True Depth do Face ID. Nela, são cinco modos de Iluminação de Retrato diferentes.

Mesmo com tecnologias que exigem mais para fazer fotos e gravar vídeos melhores, o iPhone XR é o iPhone com a maior bateria, passando o 8 Plus por 1h30. Ou seja, em um uso normal, você deve chegar ao fim do dia ainda com carga de sobra. O XR também traz carregamento rápido, não incluso no carregador da caixa, e a possibilidade de usar o carregamento wireless.

Escolha o modelo brasileiro, novo 4G, preços e o que falta para chegar no iPhone Xs 

Diferente de outros anos, neste, opte pelo modelo brasileiro. O motivo é o suporte a banda 8, do antigo sinal analógico. É ela que as operadoras vão usar para implementar o novo 4G, que permite uma penetração maior em ambientes fechados e que deve ser usado em cidades que ainda utilizam apenas o 3G. Em outras palavras, se você comprar um iPhone americano, você terá sim acesso ao 4G já disponível hoje, mas a médio prazo, você vai perder o avanço da tecnologia no Brasil, porque o modelo dos EUA não traz o suporte a essa banda. Vale lembrar que o modelo Europeu, de parte da Ásia e da Austrália é o mesmo do brasileiro.

O preço do iPhone XR fica entre R$ 5.299 e R$ 5.999 e você confere a tabela geral de preços aqui. Já para ver quem está vendendo os novos iPhones, é só tocar aqui.

Por fim, quero ressaltar algumas diferenças entre os novos iPhones: disponíveis em 5,8 e 6,5 polegadas, o iPhone Xs e o iPhone Xs Max têm uma tela OLED com suporte ao HDR10 e Dolby Vision. A lateral deles é de aço inoxidável e as cores são Cinza Espacial, Prateado e Dourado. As opções de armazenamento interno são de 64GB, 256GB e 512GB.

O Xs traz IP68 contra água (e também cerveja, café e vinho) e poeira, já o XR usa o IP67, que aguenta até 30 minutos submerso em 1,5m de profundidade de água doce.

A segunda câmera do iPhone Xs permite o desfoque nas fotos de objetos, além de oferecer cinco modos de Iluminação de Retrato diferentes. Ele conta com zoom óptico até duas vezes e reproduz som com a tecnologia Dolby Atmos, mais imersivo e com uma precisão maior.

Uma última curiosidade é que nenhum dos três iPhones vem com o adaptador P2 para Lightning para ouvir música com os fones antigos. A opção são os EarPods com cabo Lightning ou os AirPods.

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, é editor de internet do Jornal da Globo e escreve sobre tecnologia e games.