O Nova Post tem como objetivo trazer um jornalismo de qualidade a partir das coberturas e análises nas áreas de tecnologia cotidiana (smartphones, televisores, etc.), games (jogos para computador, videogames, mobile e e-sports, englobando também o universo feminino) e internet das coisas.
d

The Point Newsletter

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error.

Follow Point

Begin typing your search above and press return to search. Press Esc to cancel.

Apple estreia primeira campanha sobre privacidade no Brasil

“Privacidade – Isso é iPhone” é o primeiro comercial da Apple sobre o tema em TV aberta brasileira.

A Apple estreia nesta sexta (12), na Rede Globo, o primeiro comercial sobre privacidade da empresa em TV aberta no Brasil. Veiculada no intervalo da novela das 21h, a Maçã quer trazer para o consumidor brasileiro a consciência de que, de acordo com a Apple, a privacidade é um direito humano fundamental.

O que começou com um buzz durante a CES 2019, em Las Vegas, com um grande cartaz escrito “o que acontece no seu iPhone, permanece no seu iPhone”, com o link para a página de Privacidade da empresa, virou um comercial divulgado nos Estados Unidos na metade de março e que chega agora por aqui.

A campanha também estreará em outros canais de TV aberta e fechada, como SBT, Record, Band, GNT, ESPN e GloboNews. No caso da Band, a primeira vez que o comercial será exibido vai ser no intervalo do MasterChef, no domingo (14).

Em um mercado de smartphones saturado, a Apple é a que bate com mais propriedade na tecla da privacidade. A empresa diz coletar o mínimo de dados possível dos usuários, mantendo informações-chave, como senhas, cartões de crédito, conversas, fotos e e-mails com uma criptografia de ponta a ponta. Alguns dados, como informações do Touch ID e Face ID são armazenados somente no iPhone.

A empresa de Cupertino quando coleta dados, diz que faz uso da Privacidade Diferencial e nunca coleta informações de indivíduos, mas de grupos, adicionado a uma grande camada de ruído, que permite, por exemplo, que a empresa saiba os emojis mais usados, melhores dicas de QuickType ou quais sites consomem mais energia no Safari, mas sem saber que você, “A”, acessou ou digitou essas informações.

A campanha, que também será veiculada no México, Chile e Colômbia, mostra situações cotidianas onde as pessoas se sentem desconfortáveis ao serem bisbilhotadas e pedem por privacidade. No final do vídeo, a frase de efeito: “Se a privacidade é importante para a sua vida, também deveria ser para o telefone que carrega a sua vida. Privacidade. Isso é iPhone”.

Para mais informações sobre como a Apple trabalha com esse assunto, é só tocar aqui.

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, é editor de internet do Jornal da Globo e escreve sobre tecnologia e games.