O Nova Post tem como objetivo trazer um jornalismo de qualidade a partir das coberturas e análises nas áreas de tecnologia cotidiana (smartphones, televisores, etc.), games (jogos para computador, videogames, mobile e e-sports, englobando também o universo feminino) e internet das coisas.
d

The Point Newsletter

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error.

Follow Point

Begin typing your search above and press return to search. Press Esc to cancel.

Moto G7 Plus: sete bons motivos para comprar o novo intermediário da Motorola

Carro-chefe da Motorola no Brasil se destaca pelas câmeras e pelo sistema livre de bloatwares. Conheça outros motivos para comprar o Moto G7 Plus.

EMoto G7 Plus é o principal lançamento da Motorola para este ano no Brasil. Dentro da linha Moto G, o modelo Plus é o que entrega as melhores câmeras, o melhor acabamento e o melhor processador – já que embora tenha até o mesmo tamanho, o Moto G7 “comum” traz um chip mais fraco. No mês passado, o G7 Plus também passou por uma análise aqui no Nova Post e recebeu muitos elogios.

No entanto, apesar dele ser o melhor da linha, compará-lo com os rivais de outras marcas é uma tarefa mais complexa. Para te ajudar nisso, reunimos abaixo 7 motivos para você comprar o Moto G7 Plus – uma das opções de smartphone mais racionais e equilibradas na faixa dos R$ 1.599.

Notch em forma de gota

Para começar, um ponto polêmico. Apesar do notch já ser algo que desperta o amor e o ódio nas pessoas, o entalhe presente no Moto G7 Plus é diferente dos demais e, a depender do usuário, pode ser mais fácil ou mais difícil de ignorar: por um lado, ele é menor, mais discreto e combina com o visual cheio de curvas do aparelho; por outro lado, ele também é mais profundo e não traz a opção de ser ocultado.

Carregamento turbo como você nunca experimentou

Durante as várias semanas que passei com o Moto G7 Plus, a velocidade com que o carregador do aparelho completa sua bateria foi o que mais me impressionou. A Motorola, que já era conhecida por ter popularizado os carregadores turbo no Brasil, levou essa ideia além no seu novo intermediário: com apenas 15 minutos de carga, a bateria do Moto G7 Plus sai de 0% para 40%, chegando aos 100% em aproximadamente 55 minutos.

Só para termos uma ideia, o carregamento rápido oferecido no Galaxy S9 o leva de 0 a 100% em cerca de 1 hora e 40 minutos. Quase o dobro do tempo que levei pra carregar completamente o dispositivo da Motorola.

Android atualizado, rápido e leve

No review completo que fizemos para o Moto G7 Plus, um dos pontos criticados na análise do software foi a falta de novidades. A não ser pelas mudanças que cada versão do Android trouxe, o sistema da Motorola continua o mesmo de anos atrás, e isso pode entediante para quem vem de um Galaxy ou de um LG cheio de funções.

No entanto, a Motorola também manteve as partes boas do seu sofware: ele continua rápido, fácil de usar e é constantemente atualizado. O Moto G7 Plus já vem de fábrica com a última versão do Android disponível, a 9.0 Pie, e certamente receberá o Android Q.

Acabamento premium de verdade

O Moto G7 Plus não mudou quase nada em relação a geração anterior. No entanto, isso significa que ele não ousou mais do que devia e corrigiu os problemas do design antigo: agora, por exemplo, o logotipo da Motorola incorpora o próprio leitor de impressões digitais, o que deixou a parte traseira e a frontal, principalmente, mais limpas.

As novas cores também chamam atenção. Pela primeira vez em três gerações, o Moto G saiu da mesmice do branco, preto e dourado, sendo oferecido agora nos tons Índigo e Rubi. Ambas as cores caem bem no aparelho e devem agradar tanto os mais discretos quanto quem gosta de chamar atenção.

Câmeras boas, ainda que sem muitos recursos

Outro ponto muito positivo na nossa análise do Moto G7 Plus foram as suas câmeras. Basicamente, elas seguem a mesma filosofia do aparelho inteiro: não têm muitas firulas, mas cumprem bem o que prometem. Na minha experiência com o modelo, senti que o Moto G7 Plus está a frente do Zenfone 5, que tem a fotografia como um dos seus chamarizes, e apresenta uma evolução satisfatória em comparação com o Moto Z3 Play e o Moto G6 Plus.

Além disso, o intermediário da Moto é um dos poucos nessa faixa de preço com estabilização ótica – um recurso que faz diferença, principalmente nas fotografias em baixa luz, e que só costuma estar presente em aparelhos que custam acima dos R$ 2 mil.

Tela grande com tamanho compacto

Quem busca um bom smartphone mas não curte a onda de aparelhos cada vez maiores pode acabar se surpreendendo com o Moto G7 Plus. Isto porque, mesmo tendo uma tela 0,2 polegadas maior que a do seu antecessor, o lançamento da Motorola é praticamente do mesmo tamanho, com dimensões de 157 x 75,3 x 8,3 mm. Em comparação com o Galaxy A7 2018, da Samsung, o G7 Plus também entrega mais tela num corpo menor – além de mais ergonômico.

Por fim, o preço de lançamento já caiu bastante

O Moto G7 Plus foi lançado em fevereiro com um preço indicado de R$ 1.899. De lá pra cá, o preço caiu mais do que se esperava e já é possível encontrar o modelo por R$ 1.599 – fator que o torna ainda mais interessante se você valoriza os pontos citados acima, que são os diferenciais desse Motorola em relação a concorrência.

No entanto, se você já tem o Moto G Plus de sexta geração e pensa em se atualizar comprando o lançamento, é bom saber que as melhorias do G7 Plus são mais notórias na câmera e na tela. Com relação aos avanços em bateria, sistema e design: embora eles existam, por si só não justificam a troca do modelo anterior pelo mais recente.