O Nova Post tem como objetivo trazer um jornalismo de qualidade a partir das coberturas e análises nas áreas de tecnologia cotidiana (smartphones, televisores, etc.), games (jogos para computador, videogames, mobile e e-sports, englobando também o universo feminino) e internet das coisas.
d

The Point Newsletter

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error.

Follow Point

Begin typing your search above and press return to search. Press Esc to cancel.

Cinco motivos para comprar o Galaxy S10

Em busca de um smartphone e não sabe qual escolher? Que tal o Samsung Galaxy S10?

A Samsung anunciou em fevereiro o Galaxy S10. O aparelho marca os dez anos da linha Galaxy S da empresa sul-coreana e nós já dissemos aqui no Nova Post que de longe o Galaxy S10 Plus é o melhor smartphone Android para comprar em 2019 – e ainda estamos em maio!

Se você está na dúvida de qual smartphone premium escolher, listamos cinco motivos para colocar o Galaxy S10 (nem o S10e e nem o S10 Plus) no topo das suas intenções de compra. Confira!

Pensado nos detalhes

O Galaxy S10 é lindo. Feito de vidro e alumínio, ele chama atenção pela tela gigante e cores chamativas, como é o caso da Prisma Branco.

Com um display QHD+ Super AMOLED de 6,1 polegadas, não precisa se assustar com o tamanho do dispositivo, pois ele tem o mesmo corpo do Galaxy S9. Graças ao Infinity-O Display, a única interferência na tela é a câmera de selfie no canto superior direito. Isso significa que você tem ainda mais espaço para aproveitar vídeos, séries e conversas nas redes sociais.

Dica: caso você tenha alguma dificuldade para digitar, na parte superior direita do teclado há três pontinhos. Toque ali e depois em “Modos”. Escolha a opção de digitar com apenas uma mão. Agora, nenhuma tecla ficará longe do alcance do seu dedão.

Sistema operacional inteligente

E falando de detalhes, o Galaxy S10 chega com a OneUI, a nova experiência de Android desenvolvida pela Samsung. Com isso, a empresa conseguiu otimizar alguns gestos. Por exemplo: tudo o que é preciso digitar e clicar, fica na parte de baixo. Tudo o que é visual, fica na parte de cima. Simples, mas ninguém ainda tinha feito isso.

A OneUI também torna mais fácil ler textos, visualizar os aplicativos e encontrar o que você procura, o que é ótimo para quem vem de um iPhone ou está dando um grande upgrade no smartphone Android.

Você pode conferir a nossa conversa com o executivo de mobile da Samsung, Renato Citrini, que falou da camada de inovação da empresa aqui.

Armazenamento de sobra

Outra preocupação do brasileiro em relação ao smartphone é o armazenamento interno e a Samsung acertou em cheio neste lançamento: de cara, são 128GB. Também é possível adicionar um microSD de até 512GB, caso você precise de mais espaço, mas é provável que não.

Combine isso ao processador Exynos 9820 e os 8GB de memória RAM e você vai ter uma experiência sempre fluida, com aplicativos carregando instantaneamente e ótima jogabilidade nos apps mais exigentes.

A Samsung também disponibiliza para o usuário 15GB gratuitos de Samsung Cloud, o que é um começo para manter o backup da sua tela inicial, contatos e algumas fotos.

Três câmeras principais

O Galaxy S10 conta com um conjunto de três câmeras principais, mas o que mais me chama atenção é a câmera ultra-wide. Para mim, ela traz finalmente a câmera reimaginada, prometida com o Galaxy S9. Do mesmo jeito que as fotos com o fundo desfocado foram as favoritas dos consumidores, acredito que as fotos que “capturam tudo” serão a nova tendência – e de cara a Samsung já acertou tanto para fotografia quanto vídeo.

Além dessa câmera de 16MP, há uma teleobjetiva de 12MP e uma grande-angular de 12MP. O Galaxy S10 também conta com Inteligência Artificial para reconhecer cenas e melhorar automaticamente as fotos. Também graças ao AMOLED, os seus cliques parecem saltar aos olhos.

Bateria de sobra

O Galaxy S10 tem uma bateria de 3.400 mAh. Não é tão parruda quanto os 4.100 mAh do Galaxy S10+, mas é o suficiente para um dia intenso de uso. Com carregamento rápido direto da caixa, a novidade deste ano é o Wireless PowerShare, carregamento reverso que permite o S10 carregar os Galaxy Buds, ou qualquer outro aparelho com suporte ao padrão Qi, na parte de trás do celular.

Durante os meus testes com o S10, consegui chegar ao fim do dia diversas vezes ainda com bateria, mesmo nos dias mais puxados de cobertura de eventos. Se quiser saber mais sobre como o Galaxy S10 e o Galaxy Buds funcionam juntos, é só tocar aqui.

Considerações finais

O Galaxy S10 chegou ao Brasil por pouco mais de R$ 5.000, mas atualmente é possível encontrá-lo entre R$ 3.700 e R$ 4.000 no varejo. As operadoras também contam com descontos agressivos no aparelho dependendo do seu plano de celular.

Vale também a menção honrosa a capinha que a Samsung já traz junto do aparelho e uma película protetora aplicada, para prevenir riscos no display e um melhor funcionamento do leitor de impressão digital que agora é embutido na tela. Parece ou não o smartphone ideal para chamar de seu?

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, é editor de internet do Jornal da Globo e escreve sobre tecnologia e games.