O Nova Post tem como objetivo trazer um jornalismo de qualidade a partir das coberturas e análises nas áreas de tecnologia cotidiana (smartphones, televisores, etc.), games (jogos para computador, videogames, mobile e e-sports, englobando também o universo feminino) e internet das coisas.
d

The Point Newsletter

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error.

Follow Point

Escreva sua busca acima e pressione enter para buscar. Pressione Esc para cancelar.
  /  Análises   /  Diferenças: Apple Watch Series 5 x Apple Watch Series 3

Diferenças: Apple Watch Series 5 x Apple Watch Series 3

Qual Apple Watch escolher? Veja as diferenças entre o Apple Watch Series 5 e o Series 3 e descubra qual é o ideal para você.

O Apple Watch Series 5 já está à venda no Brasil e se você está considerando ter o seu primeiro relógio inteligente da Apple – e 75% das pessoas que estão comprando um estão fazendo isso pela primeira vez, segundo a Apple -, talvez se surpreenda com o fato da empresa ter mantido o Apple Watch Series 3 e parado de vender oficialmente o Apple Watch Series 4, lançado em 2018.

O motivo, apesar de não-oficial, é que o Series 4 e o Series 5 compartilham de muitas similaridades – o watchOS 6, sistema operacional do relógio, traz todas as funções em ambos os modelos, coisa que geralmente não acontece, pois sempre há algo que fica exclusivo dos novos produtos. Independente disso, como consumidor, a dúvida é: qual relógio escolher: o Series 5 ou o sobrevivente Series 3? Confira o nosso comparativo. E também:

Design, material e qual tamanho escolher

O Apple Watch, desde o seu lançamento, tem um design consistente. Foi no ano passado que a Apple trouxe uma pequena mudança no produto aumentando o tamanho da tela, mas sem mexer no corpo – o que permite compatibilidade com todas as pulseiras já lançadas até então. O problema é que, com ele no pulso, era impossível distinguir apenas de vista. Isso muda com o Apple Watch Series 5.

Pela primeira vez, o relógio da Apple faz o que você espera de um relógio: mostra as horas o tempo todo, mesmo com a tela desligada – que, nesse caso, nunca desliga: é a Tela Retina Sempre Ligada. Ou seja, se você vir um Apple Watch brilhando no pulso de alguém que está com o braço abaixado, já sabe que é o modelo mais recente. Olhando mais detalhadamente o Series 3 e o Series 5 vai perceber que há uma diferença no tamanho do display: 38 mm e 42 mm para o Series 3 e 40 mm e 44 mm para o Series 5 – um aumento de 30%.

No modelo com 4G do Series 3, a Coroa Digital é toda vermelha. No Series 5, ela vai ter um círculo vermelho mais discreto ao redor. Também há uma mudança na posição dos alto-falantes e microfone. No Series 5, os falantes, 50% mais altos, estão do lado esquerdo e o microfone do lado direito. No Series 3, além de falantes menos potentes, eles ficam ao lado do microfone, o que pode causar um eco em ligações com o relógio.

A Apple também oferece menos opções de caixa no Apple Watch Series 3: só é possível comprar o de alumínio em Prateado ou Cinza-espacial. No Apple Watch Series 5, você pode escolher entre Alumínio (Cinza-espacial, Prateado e Dourado), Aço Inoxidável (Cinza-espacial, Prateado e Dourado), Cerâmica (Branco) e Titânio (Titânio e Preto-espacial). No caso do Series 5, a traseira de todos os modelos é de cerâmica.

Processamento e sensores

O Apple Watch Series 5 vem com o processador S5 de dois núcleos de 64 bits, sendo até duas vezes mais rápido que o processador S3, do Apple Watch Series 3. Vale lembrar que, em relação à velocidade, o Series 4 e 5 são iguais. O que faz a Apple mudar o nome do chip na versão mais recente do relógio é a chegada de uma bússola e uma melhor otimização do uso da bateria, que já falaremos sobre.

O Series 5 vem com um sensor cardíaco elétrico, que ainda não está habilitado no Brasil, um sensor cardíaco óptico de segunda geração, que avisa se os seus batimentos estiverem muito altos ou muito baixos, além da bússola e detecção de queda.

No Apple Watch Series 3, o sensor cardíaco óptico só avisa se os batimentos da pessoa estiverem muito altos. A detecção de queda, presente nos Series 4 e 5, acaba se tornando uma das funções mais importantes, que a Apple diz que espera que os usuários não precisem usar.

Ao sofrer um impacto – cair para trás, de bruços ou de repente até se envolver numa batida forte de carro – o relógio pergunta se você está bem. Caso a pessoa esteja inconsciente, em um minuto, o relógio liga para a emergência e envia a localização do usuário para o contato preferido dele.

No Series 5, como o relógio tem suporte a mais bandas que o Series 3 ou o Series 4, ele consegue entrar em contato com socorristas locais em qualquer parte do mundo. Na versão com 4G, ele faz a ligação mesmo que você não tenha um plano contratado e caso ele seja só GPS, ele fará a ligação se o iPhone estiver por perto, redirecionando a chamada.

Também há uma pequena modificação na Coroa Digital, que tem resposta tátil no Series 5 e não no Series 3. Na prática, você sente que está girando a Digital Crown.

Bateria: de um a três dias

Aqui, a Apple diz que a bateria do relógio é a mesma em todos os modelos. Um dia inteiro, conhecido pela empresa de Cupertino, como 18 horas. Nos testes práticos, presta atenção como os relógios têm se comportado ao longo dos anos.

Apple Watch Series 3, apenas com GPS, chegava a durar até três dias longe da tomada. A versão com 4G, até dois dias. No caso do Apple Watch Series 5, ele dura um dia inteiro com o recurso Tela Sempre Ligada, mas pode acabar até antes em um dia de exercícios muito intensos ou que ele seja muito usado no 4G e não conectado ao iPhone.

Por que essa diferença? Porque o processador exige mais e o relógio tem ficado mais independente ao longo desses últimos dois anos.

Hora da explicação da Tela Sempre Ligada: a maior novidade do Series 5 permite que você dê aquela bisbilhotada no horário sem precisar fazer o gesto de levantar o pulso, o que é um tanto quanto rude quando você está conversando com alguém e começam a chegar notificações sem parar.

Com essa novidade, toda vez que você não está interagindo diretamente com o relógio, ele atualiza a imagem do display uma vez por minuto. Se você estiver fazendo exercício, a lógica aplicada é a mesma: você pode dar uma bisbilhotada em como está a sua atividade sem problemas, mas nesse caso o relógio atualiza uma vez a cada segundo. Com o braço levantado, por curiosidade, a tela atualiza 60 vezes em um segundo.

O que a Apple fez aqui é garantir essas 18 horas, mas para dias mais intensos ou quando você sabe que vai precisar ficar mais longe de uma tomada, a dica é desabilitar a Tela Sempre Ligada.

Conectividade e suporte 4G no Apple Watch Series 5 e Series 3

Esta seção é específica para quem está de olho no modelo com 4G. Atualmente, tanto a Claro quanto a Vivo trazem suporte à tecnologia do eSIM. A Tim deve entrar na jogada em breve. Com o 4G habilitado, você pode deixar o iPhone em um canto e sair com o relógio que você continua recebendo notificações, ligações, podendo mandar mensagem e fazer streaming de músicas pelo seu serviço preferido.

Esse modelo é ideal para quem quer se exercitar com apenas o relógio e os AirPods ou quer deixar o iPhone carregando na mesa do escritório enquanto vai para uma reunião. Ao comparar o Series 3 e o Series 4, a maior diferença está no suporte a bandas.

Para adicionar um plano de operadora brasileira ao Apple Watch Series 3, ele precisa ser comprado no Brasil, Europa, parte da Ásia ou Austrália. No Apple Watch Series 5, é possível comprar o relógio nos Estados Unidos, que ele terá suporte às bandas brasileiras pela primeira vez.

Como falei do SOS de Emergência, é apenas no Series 5 que ele funciona globalmente, no Series 4, apesar de ter detecção de queda, ele só funciona no país de origem de compra. No Series 3, é possível fazer uma ligação de emergência no país de compra do relógio, mas ele não tem a detecção de queda para fazer isso automaticamente.

Preço e considerações finais: Apple Watch Series 5 ou Series 3?

Tanto o Apple Watch Series 5 quanto o Series 3 são ótimos relógios inteligentes e, no fim do dia, ambos são os smartwatches da Apple – bem à frente de qualquer competidor. Aqui, além do custo, é preciso ver o quão importante são as funções do relógio.

Desde coisas mais imperceptíveis, como o fato do Series 5 ter 32GB de armazenamento interno e o Series 3 variar de 8GB a 16GB, até algumas funções do watchOS 6 que só estarão disponíveis para o modelo mais recente – como várias Complicações na mesma tela.

Basicamente, se você quer apenas um relógio e que seja inteligente, o Series 3 deve bastar, mas ao pegar os benefícios que “você espera nunca usar”, o Series 5 acaba sendo muito mais eficiente para ficar de olho no que acontece no seu corpo.

Por fim, tem sempre um a mais nessa equação que é o Apple Watch Series 4: ele não está mais à venda oficialmente pela Apple, mas se você encontrá-lo por aí, não pense duas vezes em escolhê-lo como modelo principal, pois, como você leu, são poucas as diferenças geracionais.

O Apple Watch Series 3 começa em R$ 1.999 no site oficial da Apple, enquanto o Series 5 está a partir de R$ 3.999.

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, é editor de internet do Jornal da Globo e escreve sobre tecnologia e games.