Redes Sociais

Olá, o que você está procurando?

Nova Post

Apple

Apple Music traz qualidade de estúdio sem custo adicional

Apple Digital Masters é o nome do “Masterizado para iTunes” que está presente no Apple Music sem você saber. Veja o que muda.

O Apple Music, serviço de streaming de músicas da Apple, já existe há quase seis anos. Custando o mesmo preço desde o lançamento, sempre fiquei na dúvida de quando a Maçã lançaria um pacote mais caro por transmissões de alta fidelidade, como é caso do Tidal, que tem um plano caríssimo Hi-Fi.

É claro, existia o Mastered for iTunes, que eu já havia comprado álbuns específicos para o hub de conteúdos da Apple, mas ele se integra ao Apple Music ou o quê?

Em 2019, a Apple mudou o nome dessa marca para Apple Digital Masters e a integrou ao seu serviço de streaming de músicas. De acordo com a empresa, o Digital Masters oferece qualidade de estúdio para as canções do Music. Com isso, o consumidor pode ouvir os seus álbuns favoritos em uma qualidade superior e sem necessariamente pagar a mais por isso.

Ao codificar os masters em alta resolução, os engenheiros de música da Apple conseguem capturar cada detalhe da gravação em um tamanho conveniente para baixar e fazer streaming. Com arquivos de 24-bits, há menos ruído e uma eficiência de codificação melhor. Todas as canções conhecidas como Mastered for iTunes vão continuar disponível sob o guarda-chuva do programa Apple Digital Masters.

A empresa também afirma que qualquer resolução maior que um CD (44.1 kHz, 16 bit) é considerado “alta resolução”.

Como saber no Apple Music que uma canção é Apple Digital Masters

De acordo com a Apple, em 2019, em torno de 75% das músicas do Top 100 nos Estados Unidos e 71% do Top 11 global já são criadas para o Apple Digital Masters. Agora, diferenciá-las é um pouco mais complicado.

O Apple Music não traz nenhuma informação de que aquele álbum ou canção foram processados usando o Digital Masters. A única maneira de saber é entrar na iTunes Store e procurar por uma música/artista/álbum.

Folklore, da Taylor Swift, assim como 1989 e reputation são. Os álbuns da Ariana Grande também, assim como os lançamentos da última década e os remasters do Paul McCartney. Para aproveitar essa qualidade, um fone como os AirPods de 2ª geração e os AirPods Pro já são o suficiente.

Artistas novas, como Billie Eilish e Sigrid também fazem parte desse programa, enquanto o James Blunt, por exemplo, conta com álbuns que são e outros que não.

Da parte da Apple, é bom saber que eles oferecem essa qualidade extra sem custo adicional, mas poderia ser mais claro, principalmente no serviço de streaming.

Leia também:

Análise

Os novos iPhones da Apple estão mais poderosos do que nunca. Confira a análise do iPhone 13 Pro, um mês após a chegada dele...

Apple

Quer saber como aproveitar a câmera do seu iPhone 13 ou 13 Pro para fotos e vídeos? Esse tutorial te dá várias dicas e...