Redes Sociais

Olá, o que você está procurando?

Nova Post
Análise: Monitor 5K Samsung ViewFinity S9

Análise

Análise: Samsung ViewFinity S9, o melhor custo-benefício para usar o Mac na telona

O monitor ViewFinity S9 da Samsung é uma das poucas opções para quem busca uma tela premium de 27 polegadas 5K. Veja seus acertos e erros

O Samsung ViewFintiy S9 é o monitor da empresa sul-coreana focado nos usuários Business Pro, o que ela considera ser parte dos consumidores que querem a melhor experiência de tela, seja você um criador de conteúdo, designer gráfico, arquiteto ou qualquer outro profissional que precisa trabalhar em alta resolução.

Apesar da Samsung não dizer isso com as próprias palavras, o monitor ViewFinity S9 é quase como uma tela feita especialmente para os Macs, uma vez que a melhor experiência para usar um computador ou laptop da Apple seja com a ajuda de um display 5K.

Mesmo com o Brasil tendo uma grande competição de monitores no low e mid-range, são poucas as telas que realmente despontam no segmento premium. Entre elas, o Studio Display da Apple, já analisado pelo Nova Post, e agora o ViewFinity S9 da Samsung, que chegou ao mercado brasileiro no começo deste ano.

Após duas semanas de testes, eu te conto a minha experiência com este monitor que promete ser o all-in-one para consumidores exigentes e que querem uma excelente tela, um aparelho para casa conectada, um gaming hub, uma TV e até um dispositivo para fazer reuniões em vídeo.

De longe, parece o Studio Display da Apple

Samsung ViewFinity S9

Usando o português claro, a maior parte dos monitores disponíveis no mercado brasileiro é feio. Se a tela não é boa, a construção deles também não ajuda; geralmente não têm falantes ou uma webcam. Eles são basicamente uma tela maior para ajudar na produtividade ao usar uma CPU ou um notebook conectado a ele.

O Samsung ViewFinity S9, por outro lado, tem um design de dar inveja nesses competidores. Com uma base de alumínio, ele tem um acabamento todo metálico, que de longe você nem percebe que o corpo dele é feito de plástico.

Com ajustes de altura e de inclinação, o monitor já traz de cara uma ergonomia sem igual para quem precisa usar a tela um pouquinho mais alta, um pouquinho mais inclinada ou até para ver planilhas na vertical. Porém, cada um desses ajustes me dá um pouco de taquicardia, já que a tela treme bastante ao ser ajustada.

O ViewFinity S9 traz duas saídas de som na parte traseira e também tem uma pequeno buraco na base de sustentação para você passar os cabos de força e o Thunderbolt 4. Ele também conta com a DisplayPort e três portas USB-C ao todo.

Uma solução inteligente para evitar colocar uma webcam diretamente na tela foi adicionar uma câmera removível, que pode ser facilmente acoplada magneticamente na parte traseira do produto. Infelizmente, o microfone ficou de fora, então é necessário conectar um fone ou microfone bluetooth para chamadas.

Por fim, a última parte do design que vale a pena ser comentada é o controle remoto que a empresa traz com o seu monitor. Ele é branco, feito de plástico e utilizado para aumentar/diminuir volume da tela, além de servir para ajustar outras configurações do display. Vamos falar mais sobre isso depois.

Precisão de cores e imagem de ponta para trabalhar e estudar

Samsung ViewFinity S9, monitor 5K

Sem dúvidas, a melhor parte do Samsung ViewFinity S9 é a sua tela LCD IPS de 27 polegadas com resolução 5K. As cores são precisas, contam com o padrão DCI-P3 e o que é ainda mais legal é que o display tem um acabamento fosco. Ou seja, se você trabalha com a luz batendo na tela direta ou indiretamente, você não percebe nem as distorções de cor e nem fica com a vista fatigada tentando enxergar através do reflexo, já que ele não existe.

Apesar de não contar com taxa de atualização de 120Hz, ele traz uma experiência bastante fluida a 60Hz. Posso editar imagens, vídeos, escrever meus artigos, rolar pelas redes sociais e tudo flui muito bem.

ViewFinity S9 na vertical.

Um dos pontos fortes desse monitor é a possibilidade de ver conteúdos em HDR. Portanto, se você edita vídeos e fotos em HDR, é possível ativar este modo para garantir que a imagem final saia perfeita. O grande competidor desta tela, o Studio Display da Apple, não conta com suporte ao HDR.

Para quem busca uma tela 5K, que é exatamente a resolução perfeita para usar com o Mac, vai ficar mais do que satisfeito com ela, esteja você com um Mac mini, Mac Studio ou MacBook.

Smart Monitor: Acertos e erros do ViewFinity S9

Para ser sincero, a minha análise do Samsung ViewFinity S9 poderia encerrar acima, porque como tela, ela traz o melhor custo-benefício do mercado. Ou seja, quer melhorar a sua produtividade no trabalho ou nos estudos? Com certeza, essa é a melhor opção e ponto final. Porém, a Samsung não está satisfeita em entregar apenas uma tela.

Além de monitor, o ViewFinity S9 também precisa ser um aparelho conectado ao SmartThings, plataforma de IoT da empresa; ele também serve como TV, já que tem a mesma interface Tizen dos televisores da Samsung; monitor para jogos e tela para reuniões do Google Meeting sem um computador conectado, entre outras funções.

Porém, eu não recomendaria este produto para nenhuma dessas outras atividades. Na verdade, eu acho que o ponto fraco deste monitor é tentar ser todas as coisas que ele não precisa ser.

Pecando pelo excesso

O monitor precisa mesmo de um controle remoto?

É a partir daqui que eu acho que o Studio Display da Apple ganha em outros pontos. Apesar de mais caro, ele dá um passo além nas funções certas, enquanto a Samsung faz parecer que o seu produto não está 100% acabado. Abaixo, estão algumas das minhas frustrações com o ViewFinity S9.

Qualidade dos speakers é baixíssima: O som do ViewFinity S9 é ruim. Não há clareza no que está sendo tocado ou ouvido. Os graves são quase inexistentes e é preciso aumentar muito o volume, seja para ver um vídeo no YouTube, assistir a uma série e não é uma experiência bacana para jogos – exceto se você optar por usar um fone de ouvido a todo o momento. Tudo bem, grande parte dos monitores não conta com speaker, mas se a Samsung colocou falantes nesse produto, eles poderiam ser melhores, certo?

Tizen é bom para Smart TVs, mas não esse Tizen e nem para esse monitor: Na aposta de casa conectada, a Samsung adicionou o Tizen nesta tela. Com isso, você pode transformar o monitor em um gaming hub, QG do SmartThings, acesso direto para aplicativos de streaming ou para conectar um computador. Apenas o último ele faz bem, porém, toda a parte do Tizen atrapalha na experiência de tela adicional.

Especialmente no Mac, é preciso usar o controle remoto para aumentar e diminuir o volume, se você estiver usando o monitor da Samsung como speaker. Para mudar o brilho, o padrão de tela, ativar o sleeper ou até ligar o ViewFinity S9, é preciso usar também o controle.

É normal também perder um tempão ao acessar os menus de configuração com a tela ficando preta a cada mudança. Enquanto o Tizen de alguns anos atrás era um sistema fluido para as TVs Samsung, essas últimas atualizações tornaram o sistema em um hub de informações desnecessárias que atrapalham a experiência do usuário.

Legal ter uma webcam 4K, mas ela é pior que uma câmera Full HD: Outro ponto que deveria ser positivo, mas acaba sendo negativo é a webcam 4K acoplável. A primeira impressão é: “Que legal, a Samsung colocou uma webcam – e 4K! – no monitor.” Mas ao usá-la, não só a imagem fica extremamente lavada, como também bastante esbranquiçada. Não é uma boa experiência. Ou seja, às vezes era melhor não ter do que ter uma opção mais ou menos.

Webcam do ViewFinity S9 (à esquerda) com a câmera do Studio Display (à direita)

Por que o ViewFinity S9 esquenta tanto? Por fim, um ponto de atenção a este monitor é o fato dele esquentar absurdamente. O canto inferior direito está sempre bastante quente. Comparado ao Studio Display, isso não acontece. Talvez falte uma melhor ventilação, mas me preocupa que isso pode acarretar em um gasto enérgico maior ou até estragar algum componente interno.

Samsung ViewFinity S9 seria um monitor melhor se tivesse menos funções

Ao trazer as reflexões acima, eu tendo a acreditar que uma próxima geração desse monitor seria melhor com menos funções. A Samsung já faz um trabalho de ponta ao trazer um visual bonito e uma excelente tela para quem precisa de uma. Fora isso, tudo o que este produto se propõe a fazer, ele não faz tão bem quanto deveria.

Se a empresa não focar em uma melhoria nos speakers, dar uma balanceada nas cores da webcam e até simplificar o Tizen, estas vão ser funções que vão mais atrapalhar do que ajudar a vida do consumidor. Às vezes, é melhor dizer que não tem e baratear o produto do que gastar com tecnologias que não estão no nível de excelência que a Samsung espera entregar a estes consumidores “Business Pro”. É profissional, mas é meio ruim? Não faz sentido.

Outro ponto de atenção é na hora de virar a base na vertical. Das cinco vezes que fiz isso, o cabo de força acabou desconectando, já que ele prende na pequena passagem que tem para que você mantenha os cabos organizados. O monitor também acaba encostando na mesa quando tento virar a tela, já que quase não há espaço suficiente para esta manobra.

Preços e considerações finais

O Samsung ViewFinity S9 tem preço sugerido de R$ 9.999 e é vendido exclusivamente no site da Samsung Brasil. Em parcerias com terceiros, é possível conseguir esta tela por um preço de aproximadamente R$ 7.000,00, apesar de que é necessário ficar de olho em promoções.

Levando em conta o mercado high-end de monitores, a Samsung acertou em cheio no posicionamento desta tela 5K. O Studio Display, da Apple, por exemplo, começa em R$ 16.599 e não traz funções como a base de ajuste de altura ou a tela fosca como opções de entrada. Para isso, o usuário precisa desembolsar R$ 23.889,00. Mais do que dois ViewFinity S9 – três, se você conseguir uma promoção.

Portanto, para quem busca expandir a tela do Mac mini, Mac Studio ou de um MacBook Air ou Pro, o ViewFinity S9 é a escolha certeira se o foco é o custo-benefício. Afinal, o mais importante é o display 5K de altíssima qualidade.

Para o usuário que foca nos pequenos grandes detalhes como acabamento, webcam, alto-falante e fácil acesso às configurações, o Studio Display ganha de disparada, porque apesar de oferecer menos funções smart, ele traz uma experiência audiovisual muito melhor.

Como dito acima, o ViewFinity S9 é um excelente monitor, mas peca por querer fazer mais do que precisa.

Leia também:

Leia também:

Análise

Veja como o Apple Fitness+ transformou um dos treinos mais chato da academia, a esteira, em uma das atividades mais proveitosas do meu dia.