Redes Sociais

Olá, o que você está procurando?

Nova Post

Tecnologia

Twitter relança programa de verificação de usuários

A partir desta quinta-feira (20), usuários do Twitter de todo mundo podem pedir para a rede social verificá-los. Entenda o processo.

O Twitter está relançando nesta quinta-feira (20) o seu programa de verificação de usuários. Agora, qualquer pessoa que usa a rede social pode pedir para ser verificado, mas para conseguir o selo azul é necessário cumprir alguns requisitos.

No final de 2020, a plataforma conduziu uma pesquisa com os usuários para entender como elas encaravam as pessoas verificadas na rede sociais e quais critérios elas acreditavam ser ideais para que alguém fosse verificado. Após juntar essas respostas, o Twitter chegou a algumas conclusões.

Primeiro, esse novo programa de verificação foca em três pilares: transparência, credibilidade e clareza para que todos os usuários entendam quem e como cada perfil pode ou não ser verificado. As regras, inclusive, você pode ler aqui.

Agora, para ser verificado, a conta do Twitter precisa seguir alguns critérios, como ser ativa, autêntica e notável. Ou seja, ela precisa ser verdadeira com o que diz ser, o usuário precisa ter logado pelo menos uma vez nos últimos seis meses, e precisar estar dentro de uma das seis categorias que a rede social acredita serem aquelas que merecem o selo azul:

  • Governo
  • Empresas, marcas e organizações
  • Jornais e jornalistas
  • Entretenimento
  • Esportes e e-Sports
  • Ativistas e influenciadores

Nos próximos meses, o Twitter diz que também começará a tornar elegíveis para verificação cientistas e acadêmicos. A próxima categoria elegível é a de líderes religiosos, ainda este ano.

Como tentar a verificação no Twitter?

Para conseguir o selo azul, o usuário deve entrar nos ajustes da conta da rede social e clicar em “Pedir verificação”. Essa opção começa a aparecer nesta quinta (20) e pode demorar algumas semanas para aparecer para todo mundo.

Ali, o usuário vai selecionar qual categoria ele se encaixa, provar quem ele é com um documento oficial do governo e links de referência e esperar de uma a quatro semanas para o processo concluir.

Caso ele seja aprovado, automaticamente um selo azul aparecerá no perfil dele. Caso o contrário, o Twitter avisará que a conta não atinge os critérios e permitirá que o usuário tente novamente em 30 dias corridos.

O que vem pela frente

A rede social também planeja atualizar a página do perfil com uma seção “Sobre”. Nela, será possível adicionar os seus pronomes, além de mais algumas informações que podem ser úteis para mostrar para a sua audiência quem você é.

Além da verificação, o Twitter vai também marcar contas de robôs “do bem”, como aqueles que trazem informações automatizadas sobre a Covid-19 ou sobre a previsão do tempo. Isso começará em julho. Por enquanto, as únicas contas que trazem essa marca são contas oficias de governo, como a dos Estados Unidos.

Ainda este ano, a empresa também pretende lançar contas memoriais, para pessoas que faleceram, mas ainda sem detalhes de como vai funcionar.

Leia também:

Análise

Veja como o Apple Fitness+ transformou um dos treinos mais chato da academia, a esteira, em uma das atividades mais proveitosas do meu dia.