Redes Sociais

Olá, o que você está procurando?

Nova Post
Galaxy S21 FE imagem de lançamento

Tecnologia

Samsung lança Galaxy S21 FE no Brasil por R$ 4.499

Feito para os fãs da linha, Galaxy S21 FE (Fan Edition) chega com 5G e oferece brinde aos que o adquirirem até 30 de janeiro

A Samsung aproveitou esta terça-feira (11) para anunciar a chegada do Galaxy S21 FE, Fan Edition, ao Brasil. Com conectividade 5G e preço sugerido de R$ 4.499, o novo smartphone promete continuar o legado de sucesso do S20 FE, oferecendo o melhor dos topos de linha da fabricante coreana a um preço mais em conta.

Contudo, ao contrário do que ocorre com o modelo norte-americano e com o seu – agora – antecessor, o S21 FE brasileiro não desembarca com o processador Snapdragon 888, da Qualcomm. Em vez disso, a Samsung apostou no Exynos 2100, o mesmo chip que já equipa o restante da linha S21 por aqui.

Entre outros destaques, o novo Galaxy “para os fãs” oferece câmeras com gravação simultânea entre as lentes frontais e traseiras, bateria de 4.500mAh, tela de 6,4 polegadas e resolução Full HD+ (1080 x 2400 pixels), com atualização de 120Hz sem alteração dinâmica, e a novíssima interface One UI 4, construída sobre o Android 12.

Projetado para o que os fãs precisam e se importam

Galaxy-S21-FE-Back
(Imagem: Samsung)

S21 FE traz três cameras traseiras, de 12 (wide e ultrawide) e 8 (tele) megapixels, com um sensor de 32 megapixels para selfies. Câmera principal tem abertura de f1.8, mas modelo não grava em 8K, apenas em UHD 4K.

Durante o lançamento, a Samsung ressaltou que o Galaxy S21 FE Fan Edition, assim como os demais aparelhos dessa nomenclatura, foi feito para os fãs da linha S21.

Na prática, isso significa que a proposta do novo modelo é entregar uma experiência de desempenho bastante aproximada à dos S21 convencionais, ao custo de pequenos sacrifícios na câmera, tela, qualidade de construção e outros pontos adjacentes do smartphone, para viabilizar um preço mais baixo.

Nos EUA, a chegada do S21 FE por um preço acima do cobrado pelo modelo anterior (um aumento de US$ 599 para US$ 699 no lançamento) foi recebida com muitas críticas da mídia e dos fiéis à marca.

Por aqui, entretanto, é válido ressaltar que o novo modelo foi anunciado pelos mesmos R$ 4.499 cobrados no lançamento do seu antecessor. E com o Galaxy S21 ‘normal’ aparecendo na faixa dos R$ 3.000 com certa frequência, é de se esperar que esse preço sugerido despenque ainda mais em um futuro próximo.

Mesmo assim, ainda que a compra do S21 Fan Edition seja quase injustificável por esse preço, aqueles que não quiserem esperar e, no Brasil, adquirirem o smartphone entre os dias 11 e 30 de janeiro, ganharão gratuitamente o Galaxy Buds2, par de fones de ouvido sem fio lançados pela Samsung em agosto do ano passado.

O povo quer Snapdragon; e aí, Samsung?

Galaxy S20 FE Snapdragon ao lado de Galaxy S20 FE Exynos
Anunciado no Brasil com chip Exynos 990, S20 FE (foto) foi relançado com Snapdragon 865 (Imagem: Nextpit)

Assim como ocorreu com o Galaxy S20 FE, que se mostrou um baita custo-benefício durante a Black Friday 2021 e noutras ofertas pontuais, o S21 FE chega primeiro com o processador Exynos, de fabricação da própria gigante sul-coreana.

Por outro lado, o fato do aparelho anterior ter sido ‘re-lançado’ no Brasil poucos meses depois, dessa vez com o processador equivalente da Qualcomm à época, o Snapdragon 865, alimenta as esperanças de quem espera o mesmo destino para o S21 Fan Edition brasileiro.

Mas por que todo mundo prefere o processador dos gringos? Será que essa geração continua dando vantagem absoluta à Qualcomm?

Nem tanto. Testes realizados em maio de 2021, quando a linha S21 convencional chegava ao mundo, mostraram que, na comparação entre o S21 Ultra equipado com o Exynos 2100 e o equipado com o Snapdragon 888, os resultados eram mistos.

A depender do software de benchmark, a vitória em CPU era do chip da Qualcomm ou da Samsung, já em termos de processamento gráfico, a GPU, o Snapdragon quase sempre levava vantagem.

Além disso, enquanto a autonomia de bateria era levemente melhor na variante com o chip Exynos, o concorrente sofria menos com aumentos de temperatura, que obrigam o chip a cortar parte do desempenho (thermal throttling).

Por uma série de questões que envolvem custos e a própria disponibilidade de chips, que segue escassa no mundo todo, é esperado que a Samsung não assuma tal compromisso por enquanto. Mas vale ressaltar que, mesmo caso não o faça, as diferenças entre os chips nessa geração não são tão grandes quanto anteriormente.

Assim, principalmente se o preço estiver interessante, é possível que, dessa vez, valha mais a pena considerar a aquisição do S21 FE com chip Exynos, em vez de aguardar a incerta chegada de uma variante com processador Qualcomm.

Situação dos chips ainda pode mudar com novos Galaxy S22 no Brasil

Imagens vazadas da linha Galaxy S22
Vazamentos sobre a linha Galaxy S22 apontam poucas mudanças no design (imagem: The Verge)

Na última segunda (10), a imprensa internacional publicou uma série de informações supostamente vazadas acerca da linha Galaxy S22, que agora tem data de lançamento esperada para 8 de fevereiro.

Também como de costume, a nova linha é esperada em três modelos, ao menos inicialmente: um Galaxy S22 convencional, um S22 Plus e um S22 Ultra, que dessa vez pode substituir definitivamente a linha Galaxy Note, visto que os rumores dão conta de que o modelo mais caro contará com uma S Pen integrada.

Além de avanços nas câmeras, poucas mudanças no design e alguns aprimoramentos na tela, a nova linha também virá com novos processadores – o que mais uma vez nos remete à discussão sobre chips Exynos versus Qualcomm na nova geração, acerca de qual alternativa seria mais potente, eficiente e, sobretudo, qual deles equiparia os S22 no Brasil.

Desde o Galaxy S9, todos os topos de linha da Samsung foram lançados aqui com a linha de processadores proprietários da fabricante coreana. Contudo, segundo informações divulgadas no canal brasileiro Tech Nerd, é possível que todos os S22 cheguem às lojas brasileiras com o novíssimo Snapdragon Series 8 Gen 1, da Qualcomm.

De acordo com o canal no YouTube, as informações teriam sido obtidas num vazamento de registros da própria Anatel, que confirma não só os processadores de cada modelo, mas também os códigos de modelo, entre outras especificações.

De código SM-S908EZGSZTO, o S22 Ultra teria uma bateria de capacidade nominal de 4.855mAh, além de uma nova câmera principal de 108 megapixels, fabricada pela própria Samsung, batizada como ‘Clear View’. Já no caso do S22 Plus, de código SM-S906EZWSZTO, a câmera seria de 12 megapixels, com bateria de 4.370mAh de capacidade nominal.

Por fim, o S22 mais simples, de codinome SM-901EZWSZTO, contaria com uma bateria de capacidade nominal na casa dos 3.590mAh, além da mesma câmera principal de 12 megapixels. Outros vazamentos acerca do registro dos modelos na Anatel relatam a ausência do carregador na caixa de todas as variantes do Galaxy S22.

E o que esperar do novo processador da Qualcomm?

Caso os vazamentos se confirmem, a linha Galaxy S22 a desembarcar no Brasil contaria com todas, ou pelo menos a maioria, das novidades apresentadas no Snapragon Series 8 Gen 1, que promete 20% mais desempenho que o atual SD888, além de um processamento 30% mais eficiente e uma GPU também 30% mais potente.

Para além dos números, o novo chipset ainda traz como destaques a presença de novas tecnologias de processamento gráfico e de imagem, bem como um novo modem 5G integrado, com compatibilidade a nível global. O novo componente, inclusive, pode ser o motivo da Samsung decidir equipá-lo em mais mercados dessa vez.

Será que vai acontecer? Muito embora o próximo chip da Samsung também prometa não ficar muito atrás, com gráficos elaborados em parceria com a AMD, eu confesso que estou bastante animado com as novidades.

Fique ligado no Nova Post para mais detalhes sobre os lançamentos da Samsung.

Leia também:

Tecnologia

Usuários poderão conectar suas contas com carteiras de criptomoedas e exibir selo de autenticidade caso usem uma foto de perfil com NFT.

Tecnologia

Rede social emitiu um comunicado nesta segunda (17) e explicou que a funcionalidade ainda está em testes; saiba como funciona.

Games

Negócio ainda precisa ser aprovado por órgãos antimonopólio de diversos países; até lá, companhias atuarão separadamente, sem mudanças.

Tecnologia

Com gráficos da AMD, Exynos 2200 cumpre a promessa de ser o primeiro a levar ray tracing para os jogos de smartphone; confira mais...