Redes Sociais

Olá, o que você está procurando?

Nova Post
Ilustração de macaco entediado em alusão ao NFT

Tecnologia

Twitter lança verificação de foto de perfil com NFT

Usuários poderão conectar suas contas com carteiras de criptomoedas e exibir selo de autenticidade caso usem uma foto de perfil com NFT.

Em setembro de 2021, o Twitter revelou que trabalhava numa função para permitir que os usuários verificassem suas fotos de perfil com NFTs, a tecnologia dos tokens não-fungíveis. Nesta quinta-feira (20), a rede social comunicou que o novo recurso já está está disponível, mas com algumas restrições.

Para usar NFTs na sua foto de perfil do Twitter, além de ter um iPhone, visto que a função começa sendo exclusiva do aplicativo para iOS, você precisará ter uma assinatura do Twitter Blue, um pacote que oferece recursos exclusivos de personalização ao custo de US$ 2.99 mensais (aproximadamente R$ 16 em conversão direta).

Sem suporte oficial no Brasil por enquanto, o Twitter Blue deve chegar por aqui em breve. Mas caso você contorne mais esse detalhe e esteja obstinado a ter uma foto de perfil com NFT, terá tudo pronto para fazê-lo.

A partir daí, basta conectar a sua carteira de criptomoedas desejada e a integração com o OpenSea, o maior mercado online de tokens não-fungíveis do mundo, se encarregará de listar todos NFTs de imagem associados a ela.

Por fim, é só selecionar algum dos tokens e ele será sua nova imagem de perfil, autenticada e verificada com a nova tecnologia da moda.

E o que é um NFT, afinal?

Captura de tela NFTs no twitter

De forma bastante resumida, um NFT é um certificado de autenticidade que pode ser associado a um conteúdo digital (uma imagem, um item de um jogo, qualquer coisa do tipo). Sua função, portanto, é garantir a singularidade do item, como uma assinatura – que, ao contrário do item em si, não pode ser copiada.

É dessa forma que o NFT torna algo que seria facilmente replicado, com um simples ctrl+c /ctrl+v, em um item único. Além disso, a verificação de propriedade feita com blockchain (o mais utilizado é o da criptomoeda Ethereum) também permite visualizar quem é o dono de um determinado token.

Claro, ninguém teria tanto trabalho para ter uma foto de perfil com NFT se não houvesse uma forma de expor esse fato. É por isso que, para aqueles que utilizarem a verificação em seus avatares, o formato da imagem de perfil deixará de ser um círculo e passará a ser um hexágono – deixando bem claro que aquele usuário é efetivamente dono do criptoativo.

Piadinhas à parte, vale ressaltar que a funcionalidade vai além da mera vaidade: não é de hoje que pessoas utilizam NFTs de imagem em seus perfis de redes sociais. Contudo, mesmo que esses usuários fossem, de fato, proprietários dos avatares, nada impedia que alguém simplesmente copiasse a foto e a utilizasse em seu perfil também.

Agora, o Twitter mudou esse jogo – tanto que é possível tocar na imagem de um perfil para ver alguns detalhes sobre o NFT associado.

Respostas para algumas perguntas que só quem tem NFTs irá fazer

Em seu FAQ sobre o assunto, o Twitter ressalta que não pede nenhuma informação ou pagamento dos usuários, a não ser a assinatura do Twitter Blue, é claro. Essa é uma preocupação importante da rede social já que, assim como ocorre com itens valiosos no mundo real, há um monte de gente tentando roubar o NFT alheio por aí (cuidado!).

Além disso, a plataforma ainda informa que só são suportados NFTs de imagens estáticas (JPEGs e PNGs) com o blockchain da Ethereum, bem como que, inicialmente, oferecerá integração com as seguintes criptowallets:

  • Argent
  • Coinbase Wallet
  • Ledger Live
  • MetaMask
  • Rainbow
  • Trust Wallet

Para conectar a sua opção de preferência à uma conta do Twitter, a rede social afirma que enviará uma requisição de acesso à carteira selecionada, após o usuário inserir o endereço público dessa. Uma vez autorizado o login, os tokens associados logo aparecerão na tela.

Por fim, o Twitter ainda ressalta que, como a foto de perfil com NFT é verificada via blockchain, caso você venda o NFT que utiliza como avatar, a imagem não vai simplesmente deixar de ser exibida. Entretanto, o ícone, que até então tinha forma de hexágono, voltará a ser um círculo – tal como o dos meros mortais que não possuem criptoativos.

Relacionados:

Leia também:

Apple

The Miseducation of Lauryn Hill é considerado o maior álbum de todos os tempos pelos curadores do Apple Music. Confira o top 10.

Apple

Os novos iPads da Apple começam a partir de R$ 6.999. Confira as novidades do iPad Pro M4, iPad Air M2 e dos acessórios...