Redes Sociais

Olá, o que você está procurando?

Nova Post
wwdc-2022-todas-as-novidades-do-ios-16
(Imagem: Apple)

Apple

WWDC 2022: confira todas as novidades do iOS 16

Nova geração do sistema inclui tela de bloqueio redesenhada e novo Apple CarPlay; confira, em detalhes, todas as novidades do iOS 16.

A conferência anual da Apple para desenvolvedores está no ar. Iniciada nesta segunda-feira (06), a partir das 14 horas no horário de Brasília, o evento deve durar até sexta-feira, 10 de junho.

Neste ínterim, desenvolvedores e estudantes não só conhecerão mais sobre as novidades anunciadas hoje nos sistemas da empresa, como também participarão de dinâmicas e desafios em grupo.

Para os entusiastas em tecnologia, no entanto, a WWDC é sobre os novos softwares da empresa e o que eles têm a oferecer. No evento de hoje, Craig Federighi, vice-presidente sênior de engenharia de software, apresentou todas as novidades do iOS 16, que deve chegar para todos em setembro, junto dos próximos iPhones.

Começando do começo: a tela de bloqueio

novidades-do-ios-16-tela-de-bloqueio
(Imagem: Apple)

Dentre as novidades do iOS 16, a nova tela de bloqueio é, certamente, a mais chamativa. Em breve, será possível personalizá-la com widgets e fontes customizadas, uma para cada perfil do Modo Foco.

A primeira coisa que vemos ao pegar o iPhone é sua tela de bloqueio. Nesse sentido, a primeira das grandes novidades do iOS 16 será a nova lockscreen do sistema – ou melhor, as novas.

Eu digo as novas porque, seguindo um caminho bem diferente do que costuma fazer, a Apple decidiu dar inúmeras opções de personalização aos usuários desta vez. A partir da próxima atualização, será possível construir uma tela de bloqueio que seja “a sua cara”, com widgets, relógios, cores e tipografia escolhidos a dedo por você.

Conforme revelou hoje, durante o evento, a nova tela de bloqueio, além de suportar um alto nível de customização, também permitirá atribuir cada estilo a um contexto diferente. Na prática, portanto, será possível associar cada tela de bloqueio a um perfil diferente do Modo Foco, tendo uma opção para o trabalho, outra para os momentos de lazer e assim vai.

(Imagem: Apple)

Para transitar entre cada tela de bloqueio, bastará arrastar com o dedo, segundo a empresa. Ademais, caso tantas opções assim te deixem indeciso, um novo painel de personalização para as lockscreens contará com uma série de elementos para te inspirar, incluindo widgets, fontes, planos de fundo interativos e mais.

Ah, e quando você estiver ouvindo uma música, também será possível expandir os controles de reprodução, fazendo com que a tela de bloqueio assuma um visual de acordo com a capa do álbum. Bacana, né?

Ainda na tela de bloqueio, a Apple também reformulou a forma como as notificações funcionam. A partir do iOS 16, elas passarão a ser exibidas na base da tela, sendo também mais fácil eliminar aquelas que você não deseja ver.

Biblioteca compartilhada de fotos no iCloud

(Imagem: Apple)

Se você, assim como eu, é sempre o fotógrafo da turma, provavelmente já teve de lidar com inúmeras pessoas te pedindo pra enviar “aquelas fotos tiradas no rolê”. Pois bem, outro recurso anunciado com o iOS 16 é a biblioteca compartilhada de fotos do iCloud – que é exatamente o que você está pensando.

De forma similar ao que o Google Fotos já faz, o recurso permitirá compartilhar, automaticamente, fotos da sua galeria com até 5 contatos pré-definidos. Com isso, será possível compartilhar as imagens a partir de diferentes parâmetros, como a partir de uma determinada data ou, ainda, apenas as fotos que contenham certas pessoas.

Mas o recurso não seria uma grande novidade caso fosse “só isso”. Dessa forma, outras novidades presentes na biblioteca compartilhada também incluem a possibilidade de compartilhar imagens com contatos próximos de você no momento da captura.

E como se já não bastasse, haverá um seletor no aplicativo de câmera para que você decida, no momento do registro, quais fotos irão para a biblioteca compartilhada ou não. Por fim, outra funcionalidade bacana do recurso é que, uma vez que a imagem esteja na biblioteca compartilhada, todos terão igual controle sobre ela, podendo deletá-las, ou até mesmo editá-las, com todos podendo ver o resultado.

iMessage também ganhou novos recursos

No ano passado, o iMessage ganhou uma série de novos recursos. Este ano, porém, muito embora o aplicativo também tenha apresentado novidades, vale citar que elas estão mais comedidas.

Em breve, será possível editar e apagar mensagens enviadas, recuperar mensagens deletadas recentemente, além de marcá-las como não-lidas.

Adicionalmente, o popular SharePlay, que permite realizar watch parties nas videochamadas do FaceTime, também estará disponível no iMessage, permitindo que os usuários curtam músicas e filmes juntos, enquanto trocam mensagens.

Uma Carteira cheia de possibilidades

(Imagem: Apple)

Há alguns meses, contamos aqui que uma das últimas promessas a serem cumpridas para o iOS 15 foi o suporte do app Carteira às IDs de algumas regiões dos EUA. Dessa vez, no entanto, a Apple foi mais longe e adicionou uma série de funções à Carteira do iPhone e, mais especificamente, ao Apple Pay.

No caso da primeira, os usuários que já possuírem IDs na Carteira poderão utilizá-las para a verificação de informações pessoais em aplicativos. A fim de resguardar sua privacidade, a Apple afirma que apenas as informações necessárias serão compartilhadas, a exemplo do nome, idade, local ou data de nascimento.

Ainda na Carteira, outra novidade anunciada foi o compartilhamento de chaves. A depender da fechadura da sua casa ou do modelo do seu carro, já é possível trancar ou destrancá-los com o aplicativo Carteira – e, nestes casos, a partir do iOS 16, também será possível compartilhar essas chaves digitais com outras pessoas.

Para isso, a Apple afirma que está trabalhando num padrão que permita inclusive que dispositivos de outros ecossistemas, como Android e Windows, possam receber e resguardar as chaves em segurança.

(Imagem: Apple)

Uma das novidades do iOS 16 é o Apple Pay Later, que permite dividir compras feitas com o serviço em até 6 pagamentos semanais.

Por fim, os demais anúncios do app Carteira dizem respeito ao Apple Pay, que ganhará três funções interessantes em breve. A primeira, chamada Apple Pay Later (Apple Pague Depois), permitirá que qualquer pagamento efetuado com o Apple Pay seja dividido em até 6 parcelas iguais, cobradas semanalmente e sem a adição de juros ou taxas.

Segundo a Apple, o serviço estará disponível em qualquer estabelecimento que aceite o Apple Pay, tendo recursos específicos para que o usuário monitore e controle seus gastos. Naturalmente, no entanto, a função começará exclusiva dos EUA, não havendo informações sobre sua disponibilização noutros países.

A segunda novidade anunciada para o Apple Pay é o rastreamento de pedidos. Tal como o nome indica, uma vez que o estabelecimento suporte a novidade, informações detalhadas de uma compra feita com o Apple Pay, a exemplo dos dados do cupom fiscal e o código de rastreamento de uma encomenda, possam ser enviados diretamente para a Carteira do usuário.

Por fim, o último recurso anunciado para o Apple Pay foi o famigerado Tap to Pay, sobre o qual a mídia já vinha especulando há algum tempo. Também exclusivo para os EUA, ao menos por enquanto, a função permite receber pagamentos sem contato via Apple Pay diretamente no iPhone.

Na prática, é como se o dispositivo virasse uma maquininha de cartão por aproximação, sendo compatível com qualquer forma de pagamento sem contato.

O novo Apple CarPlay quer ser o iOS do seu carro

(Imagem: Apple)

Se antes o Apple CarPlay era uma janela para o iOS no sistema multimídia do seu carro, agora ele quer ser quase um sistema operacional inteiro. A partir do iOS 16, a interface do CarPlay poderá assumir todas as telas do veículo, incluindo o painel de instrumentos, bem como ler informações do automóvel.

A partir daí, a integração entre o CarPlay e o automóvel será muito mais profunda, com o usuário podendo personalizar velocímetros, visualizar informações acerca da viagem, checar níveis de combustível, monitorar a temperatura do motor e muito mais.

Naturalmente, não é de se esperar que os veículos atuais sejam compatíveis com esse nível de integração. Por essa razão, a Apple afirma que deve divulgar mais informações sobre o novo CarPlay, bem como acerca dos modelos de automóveis suportados, num futuro próximo.

Outras novidades do iOS 16 em detalhes

(Imagem: Apple)

Além do que foi destacado acima, o iOS 16 também ganhou uma série de melhorias “menores” em pontos e aplicativos específicos do sistema. A seguir, confira o que mais há de novo:

  • Safari: O navegador oficial da Apple agora permitirá compartilhar grupos inteiros de abas com amigos. Além disso, outro recurso importante anunciado hoje são as passkeys, definidas pela Maçã como “chaves digitais únicas”, que utilizarão a verificação via FaceID ou TouchID, para substituir suas senhas. Adicionalmente, as passkeys também servirão como uma espécie de token, fazendo com que seja possível acessar sites e credenciais pessoais em dispositivos fora do ecossistema da empresa;
  • LiveText e Visual Look Up: O LiveText, recurso anunciado no iOS 15 e que permite copiar textos de imagens e da web com uma fidelidade impressionante ,também passará a funcionar com vídeos, bem como será integrado ao Apple Tradutor. Já no caso do Visual Look Up, que permite obter informações adicionais acerca de itens e objetos presentes numa foto, a Apple explica que, graças aos seus esforços em IA, o recurso será capaz de reconhecer pássaros, insetos e estátuas, bem como agora é capaz de extrair elementos específicos das imagens, removendo seu fundo e deixando-os prontos para serem compartilhados noutros apps, como uma espécie de figurinha;
  • Mapas: Além de disponibilizarem seus mapas 3D em outros 11 países (o Brasil segue de fora), a Apple também anunciou que o Mapas permitirá adicionar múltiplas paradas durante a definição de uma rota, que será sincronizada automaticamente entre o aplicativo do Mac e do iPhone. Adicionalmente, o aplicativo também passará a exibir informações sobre o trânsito, incluindo o custo de viagens feitas a partir do transporte público;
  • Compartilhamento familiar: Não é nenhuma novidade que você pode compartilhar as suas assinaturas da Apple com até 5 membros da família. No entanto, no iOS 16, essa tarefa ficará mais fácil, uma vez que o compartilhamento familiar passará a sugerir, automaticamente e com base na idade dos contatos selecionados, diversas funções de controle parental. Além disso, caso tenham definido um tempo limite para o uso do dispositivo ou de alguma aplicação, os usuários também poderão “liberar mais tempo” para os pequenos diretamente do aplicativo Mensagens;
  • Ditado: A partir do iOS 16, ao ativar o ditado como método de inserção de texto no iPhone, o teclado continuará ativo. O objetivo da mudança é tornar a transição entre os diferentes métodos de entrada (digitação e ditado) mais fluido, bem como permitir que o teclado e o ditado trabalhem em conjunto. Segundo a Apple, o novo ditado também incluirá o reconhecimento de emojis e pontuação automática;
  • Siri: Além de poder executar atalhos sem a necessidade de configuração prévia, a Siri poderá enviar mensagens sem a necessidade de confirmação, bem como enviar mensagens com emojis. No FaceTime, ainda será possível pedir que a Siri encerre as ligações apenas com comandos de voz;
  • Home: A central da casa conectada no iOS, o Home, ganhou novidades que tornam sua interface mais fácil e rápida de navegar. Para além disso, porém, a Apple também afirma que vai adicionar suporte para o padrão Matter, que viabilizará o funcionamento integrado de diversos dispositivos domésticos inteligentes entre plataformas diversificadas, incluindo as não-Apple;
  • Fitness: Ao contrário do que ocorre até então, o aplicativo Fitness não mais exigirá que se tenha um Apple Watch pareado para funcionar. Segundo a empresa, os sensores presentes no iPhone serão capazes de monitorar passos, distâncias e altitudes percorridas, bem como poderão extrair dados de aplicativos de terceiros. Ao final, assim como ocorre no relógio, esses dados poderão ser utilizados para bater a meta diária de movimento do usuário;
  • Saúde: A partir do iOS 16, os usuários poderão criar e gerenciar listas de medicamentos. Nos EUA, porém, será possível fazer isso apenas escaneando o rótulo dos medicamentos. Com isso, ao notar que pode haver um conflito entre alguma das medicações adicionadas pelo usuário, o aplicativo exibirá um alerta. Por fim, outra novidade para o app Saúde será a possibilidade de compartilhar informações com contatos selecionados, bem como extrair um relatório em PDF, a ser alimentado com informações e registros de instituições credenciadas;
  • Checagem de Segurança: Nesse novo recurso do iOS 16, um painel no menu de Ajustes concentrará todas as configurações e informações de privacidade e segurança do usuário, permitindo que ele saiba, com mais facilidade, quais dados são compartilhados e com quem. Segundo a Apple, o recurso se destina, especialmente, às relações abusivas, em que muitos usuários têm seus dispositivos monitorados por parceiros sem o seu consentimento;
  • Áudio espacial personalizado: Os usuários poderão utilizar o sistema de câmera frontal TrueDepth, do iPhone, para criar um perfil personalizado para o áudio espacial. Segundo a Apple, o recurso deve tornar a emulação de surround virtual ainda mais precisa e imersiva;
  • Game Center: A fim de privilegiar o aspecto social da jogatina, o Game Center foi redesenhado, e agora exibe mais informações acerca do progresso de amigos;
  • Apple News: Indisponível no Brasil, o Apple News deve ganhar uma seção de esportes no iOS 16. Nesta categoria, será possível ter acesso às últimas notícias sobre o assunto, verificar o cronograma de jogos, acompanhar partidas em andamento e mais.

Meu iPhone receberá as novidades do iOS 16?

Conforme é possível ver, são muitas as novidades do iOS 16. O que não é nenhum mistério, contudo, é que o sistema passará por uma série de testes beta, começando por aqueles que serão exclusivos dos desenvolvedores, seguidos dos betas públicos e por fim, a versão final, a ser apresentada em setembro junto dos próximos iPhones.

E por falar em iPhone, vale destacar que o iOS 16 estará disponível para todo iPhone a partir do 8.

Relacionados:

Leia também:

Apple

The Miseducation of Lauryn Hill é considerado o maior álbum de todos os tempos pelos curadores do Apple Music. Confira o top 10.

Apple

Os novos iPads da Apple começam a partir de R$ 6.999. Confira as novidades do iPad Pro M4, iPad Air M2 e dos acessórios...